ÉÉÉ, tá bom!

by

Estava eu estudando Direito Constitucional (não me pergunte por que), eis que pois se não quando, cheguei à parte que diz respeito aos princípios fundamentais. Então, tive a brilhante idéia de procurar na internet a Constituição Federal Brasileira; até imaginava que fosse encontrar… mas enfim, o post… então, achei que fosse interessante colocar alguns pontos que lá estão:

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
I – a soberania;
II – a cidadania;
III – a dignidade da pessoa humana;
IV – os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;
V – o pluralismo político.

Interessante, veja o artigo 3°:

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:
I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;
II – garantir o desenvolvimento nacional;
III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;
IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

Não acredita? Veja aqui

*** Update **************************************

Estava conversando com meu pai sobre o assunto, e ele levantou um ponto interessante; de maneira curta e grossa: “de quem?” (Isto tem haver com o fato de nossa constituição ser analítica, e não sintética… mas isso é outros 500)

Explico melhor… vamos pegar o III (erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;)…  “de quem?”… sacou a idéia?… meu pai contando que quando o Collor entrou no poder ele dizia: “blá blá blá os menos favorecidos” … não necessariamente os mais pobres… ééé, tá bom…

*************************************************

Tá, tudo bem, era praticamente só isso o post… mas enquanto estava escrevendo pensei se talvez por um acaso não contivesse também no site do Planalto, as constituições anteriores… e não é que tinha! (ps: ali em cima, diz respeito à nossa atual constituição, escrita em 1988).

A constituição mais legal foi a de 1824; na verdade o que mais achei legal foi a gramática… e nem faz tannnto tempo assim…

Do Imperio do Brazil, seu Territorio, Governo, Dynastia, e Religião.
Art. 1. O IMPERIO do Brazil é a associação Politica de todos os Cidadãos Brazileiros. Elles formam uma Nação livre, e independente, que não admitte com qualquer outra laço algum de união, ou federação, que se opponha á sua Independencia.
Art. 2. O seu territorio é dividido em Provincias na fórma em que actualmente se acha, as quaes poderão ser subdivididas, como pedir o bem do Estado.
Art. 3. O seu Governo é Monarchico Hereditario, Constitucional, e Representativo.
Art. 4. A Dynastia Imperante é a do Senhor Dom Pedro I actual Imperador, e Defensor Perpetuo do Brazil.
Art. 5. A Religião Catholica Apostolica Romana continuará a ser a Religião do Imperio. Todas as outras Religiões serão permitidas com seu culto domestico, ou particular em casas para isso destinadas, sem fórma alguma exterior do Templo.

Legal né!

4 Respostas to “ÉÉÉ, tá bom!”

  1. (e, Eu copiando) « Nayara Cardoso Says:

    […] (e, Eu copiando) ÉÉÉ, tá bom! […]

  2. SemQuererSaiu Says:

    nerddddddddddddddddd!! vem no evento nerd:
    http://blogcampes.wordpress.com/

    cade vc e seu tempo ocioso?vc me fazia rir mto, seu nerd!!

    bjoooo.

  3. Victorino Rodriguez Says:

    Excelente blog, porém vou ser objetivo!
    Sou um dos responsáveis do Exame de vista( http://examedevista.blogspot.com ) e venho aqui propor parceria entre nossos blogs, ou uma simples troca de links ou botões.

    Grande abraço!

  4. Haddammann Says:

    Sobre reinos e afins …
    Este texto ocasionou-se de uma discussão séria, não sei porque as pessoas riem …

    O Criacionismo na Fidelidade Rigorosa da Bíblia.

    O que é intrigante é a posição da Terra em relação ao céu. Parece que o Muito e Grande e poderoso sentado no Trono, quando dá uma descarga vem tudo direto pra cabeça de suas igrejas. E quando isso chega, a Terra fica com cheiro não muito bom. Talvez isso explique porque nos sentimos mal quando seus escolhidos superiores passam um mau-hálito quando falam tanto e tão perto perto de nossos ouvidos.
    Parece que somos como que uma espécie de pano-de-chão lá de cima.
    Rigorosamente pela escrita nosso pai, na melhor das hipóteses, é um assassino; o outro rapaz era bom; o poderoso não achou bom revivê-lo, e deixou o assassino se dar bem com as cabras. Daí que uns de nós cismam, com certa razão, que são ovelhas; e os homens já têm assim coceira de chifres desde novos. Nosso avô é um mentiroso; nossa avó andava dando idéia às escondidas pra uma cobra; como ela já gostava de cobra mentiu também pra ver se conseguia segurar no cipó do nosso avô.
    É uma HESTÓRIA linda; e muito criativa; e explica pra nós direitinho nossa condição nesse reino. Pra azar de nosso avõ ele ainda teve também dois filhos igualzinho ao poderoso Manda-Chuva. Nesse reino existe uma certa aversão por mulheres. E parece que pra piorar os dois playboys sem muito o que fazer em suas vidas eternas, vidraram o olho logo aqui pra esse planeta, com tantos por aí. Talvez seja porque é o único que fica embaixo deles, pois no Universo a idéia de em cima e embaixo é de mero contexto proximal e precisa, no mínimo, de referencial. Mas isso não é pra aqui. Isso é coisa de somenos. Como diria o do curso de mau-hálito.
    O problema é que esses dois príncipes encantados parece que são muito espertos, apesar de ter um pai preguiçoso, que depende da gente pra fazer tudo, que só vive sentado e dando descarga, e cisma que temos que ficar gritando e batendo palmas pra ele, pra disfarçar o barulho que faz debaixo do trono; assim ele fica bem na fita. Ele é muito capacitado, por isso manda a gente fazer assim. E nos dá velas e cruzes e uma cartilha grossa que devemos ler todo dia de trás pra frente e de frente pra trás, pra decorarmos a estória desse reino maravilhoso, forte, e conselheiro.
    Os príncipes encantados, por serem crias de uma obra perfeita, vivem brigando. Parece que um continua chegado nas cabritas daqui, e o outro se amarrou na idéia de ser suspendido no trono.
    A coisa desandou quando o outro, de sacanagem, chegou pro Tremendo e disse que o principezinho andava se amarrando em preferir só os jumentos; e tava com a idéia fixa de mandar todo mundo se entregar e entrar na onda dele. O negócio ficou feio lá por cima; e o monte de trovão e raio veio bater tudo em cima de quem? Dos filhos das cabras.
    Aí é que fica o problema. Porque parece que nenhum dos dois gosta de estudar; mas o pai deles ao invés de resolver a picuinha deles, nessa eternidade, pra nossa sorte manda os dois virem cobrar de nós a leitura da malfadada cartilha.
    É uma sina nossa, um karma; que será eterno enquanto dure.

    Fim do final.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: